Fotografo para influenciar mentes’, diz vencedor do Pulitzer


Dica da fotógrafa Eliziane Cristina – reprodução Globo news

O repórter fotográfico Adrees Latif sacou sua câmera e disparou. No chão estava o cinegrafista japonês Kenji Nagai, que com uma pequena câmera registrava a repressão de tropas birmanesas aos protestos em Yangun, Mianmar, país asiático que está entre os mais fechados do mundo.

Nagai morreria mais tarde. Mas a cena, que durou cerca de “dois segundos”, segundo seu autor, ganhou a primeira página de mais de 60 jornais pelo mundo em setembro de 2007.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s