leandro nunes

Valorização do Making masculino e a quebra de expectativa!


Poucos fotógrafos dão valor ao Making of masculino, me lembro que eu era um dos poucos fotógrafos, nos anos 90 a querer gastar filmes com isso, acreditando que o casamento não é apenas um sonho feminino.

E continuo com este mesmo sentimento, por isso peço para que o noivo antecipe o seu making para ter tempo de produzir, fotometrar e garantir imagens diferentes e tão bonitas como o da noiva.

É uma pena que o machismo e a ignorância prevalece na maioria dos noivos!

085034

 

 

085928

 

 

091419

 

 

091714

 

 

092723 (1)

 

 

093145

 

 

093342 (1)

 

 

093452 (1)

 

 

094225 (1)

 

 

094402

 

 

 

E o que falar do book externo, hoje chamado de Trash the Dress…e vamos combinar, qual noiva deixa seu vestido um lixo de verdade!

Como é muito difícil encontrar uma noiva que queira estragar o que investiu e no Brasil se aluga mais do que se compra, os books externos caracterizados levaram o nome americanizado.

Andrea e Anderson, haviam combinado fotografar seu Trash the Dress em uma praia de Maceió, bom, estamos falando do CARIBE brasileiro…mas aí o tempo mudou e fechou com pancadas de chuva espaças, onde  faríamos o trabalho…e o resultado está aí, tirando o coelho da cartola quando é quebrada a nossa expectativa.

153658

 

 

153333

 

 

153255

 

 

154642

 

 

154232

 

 

153942

 

 

161509

 

 

160921

 

 

160157

 

 

155532

 

 

172009

 

 

171750

 

 

171001

 

 

165959

Filmando com Nikon D5300


Como dizia Vinícius de Morais,

–       A 5D mark III que me desculpe, mas a NIKON D5300 é fundamental …kkkkkkkkk!

Quero dizer que você pode fazer muito com pouco investimento, desde que saiba como manusear e pare de acreditar em LENDAS do mercado fotográfico.

Este filme foi feito em condições de luz baixa, porém com objetivas claras!

O ISO começou em 200 e alterava dependendo da situação, até 6400.

As objetivas usadas foram:

–        SIGMA 8mm f3.5

–       NIKON 20mm f2.8

–       NIKON 50mm f1.2

–       NIKON 85mm f!.4

A captura do áudio foi a da própria câmera. Foi filmado em 60fps 1920×1080, para conseguir na edição um SLOW mais bonito. Usei como acessório de movimento, um tripé  Manfrotto com cabeça fluída 128RC, a movimentação passou pelo After Effects para estabilizar, o WB foi deixado no automático.

Bom, o que falar desta máquina, acho que as imagens falam por ela.

Mas, posso dizer que,  o corpo possui entrada separada de áudio e com modos manuais de ajuste, fotômetro visível no LCD, escala de áudio durante a filmagem no LCD e um certo delay no ajuste de foco manual com o preview do zoom digital (nada que uma antecipação não resolva).

NÃO USEI FOCO AUTOMÁTICO EM MOMENTO NENHUM. No ajuste de ISO não tem o preview da luz, somente depois da escolha (outra situação que com antecipação se resolve).

NÃO VI RUÍDO VISÍVEL NA FILMAGEM EM 6400 e o ISO não se limita a 12800, você pode usar o ISO eletrônico para filmar, porém o WB não tem ajuste de Kelvin, que vai dar um pouco de trabalho para ajustar as cores com objetivas distintas filmando o mesmo local, resolvemos isso pré-definindo o branco.

Mas os testes não param por aí, este foi um simples início, vamos dificultar mais, em breve cenas dos próximos capítulos com a NIKON D5300!

Menos é Mais!!!


Não é de hoje, que venho falando que o melhor equipamento sempre será o que VOCÊ PODE COMPRAR para sua fotografia.

Quando me perguntam qual máquina eu uso e falo que é uma semiprofissional, a maioria fica decepcionada achando que por  ser um bom profissional neste mercado deveria falar D4s ou seja, sempre a top do momento (adoraria ter uma D4s…fica a dica em Nikon do Brasil kkkkkkkkk…), mas realmente prefiro um equipamento semiprofissional, por estes motivos:

  • custo benefício
  • qualidade de captura
  • peso e tamanho
  • discrição (não chama atenção)
  • liquidez (fácil de revender)

Sabemos que estes equipamentos tem limitações em relação as profissionais, mas se vivo da fotografia e me considero um profissional da imagem é minha obrigação SABER CONTROLAR E RESOLVER ESTAS DIFERENÇAS para que eu tenha maior lucratividade na profissão.

Não é difícil ver vários fotógrafos, eu disse VÁRIOS FOTÓGRAFOS com corpo profissional e objetiva standart, ou seja uma Ferrari engatando a RÉ!

Um exemplo: uma máquina profissional top com objetiva apropriada custa US 6000 e uma boa máquina de entrada com uma objetiva TOP profissional custa US 1500, olha o troco que sobra para investir em outras objetivas profissionais sem esquecer que ainda falta o FLASH kkkkkkkk!

Não sou contra o EGO de se empunhar uma profissional, como meu PAI diz… MAIS VALE O GOSTO QUE DINHEIRO NO BOLSO.

E fotógrafo é igual mulher… SE EQUIPA PARA OUTRO FOTÓGRAFO VER!

Mas ficam estas imagens feitas em um pocketwedding, em ambientes difíceis em termos de luz, com uma câmera de entrada e objetivas AMADORAS, o único profissional era o FLASH e o fotógrafo…kkkkkk!

Todas as imagens feitas em JPEG FINE com NIKON D5300 objetivas  do meu filho  de 10 anos 18-55mm f5.6 e 55-200mm f 5.6, as fotos com flash FRONTAL com difusor OMNI BOUSE e na das alianças com ele rebatido para o teto.

Uma máquina MARAVILHOSA PARA CASAMENTEIROS, ou seja, o melhor custo benefício para seu bolso.

  • ISO aceitável 6400 (com objetiva profissional clara f1.4 jamais chega a este ISO)
  • Sistema embutido wireless em RAW com transmissão de 3s a 4s
  • Foco super rápido com objetivas que tem micro motor interno
  • Filma em FULLHD 60fps
  • Saída  de vídeo em alta via HDMI

Uma câmera que realmente comprovou o que eu acreditava.

OBS: NENHUMA IMAGEM TRATADA, ESTÁ POSTADO COM O PERFIL DE CAPTURA.

DSC_0006

ISO 800  1/50  f5.6  AWB

DSC_0010

ISO 800  1/50  f5.6  AWB

DSC_0015

ISO 800  1/50  f5.6  AWB

DSC_0024

ISO 800  1/50  f5.6  AWB

DSC_0037

ISO 800  1/50  f5.6  AWB

DSC_0068

ISO 800  1/30  f5.6  AWB

DSC_0076

ISO 800  1/50  f5.6  AWB

DSC_0116

ISO 800  1/30  f5.6  AWB

DSC_0136

ISO 800  1/30  f5.6  AWB

DSC_0148

ISO 800  1/50  f5.6  AWB

DSC_0157

ISO 800  1/50  f5.6  AWB

DSC_0168

ISO 800  1/50  f5.6  AWB

DSC_0197

ISO 800  1/50  f5.6  AWB

DSC_0214

ISO 1600  1/40  f5.6  AWB

DSC_0219

ISO 1600  1/40  f5.6  AWB

DSC_0220

ISO 1600  1/40  f5.6  AWB

DSC_0228

ISO 1600  1/40  f5.6  AWB

DSC_0255

ISO 1600  1/30  f5.6  AWB

 

\DSC_0287

ISO 1600  1/30  f5.6  AWB

DSC_0324

ISO 1600  1/60  f5.6  FLH FLASH TTL -0.7

DSC_0355

ISO 1600  1/40  f5.6  FLH

DSC_0370

ISO 1600  1/40  f5.6  FLH FLASH TTL -0.7

DSC_0374

ISO 1600  1/40  f5.6  FLH FLASH TTL -0.7

DSC_0395

ISO 1600  1/30  f5.6  FLH

DSC_0398

ISO 1600  1/30  f5.6  FLH

DSC_0409

ISO 1600  1/30  f5.6  FLH

DSC_0477

ISO 1600  1/40  f5.6  FLH FLASH TTL -0.7

DSC_0509

ISO 1600  1/40  f5.6  FLH FLASH TTL -0.7

DSC_0515

ISO 1600  1/125 (led do cinegrafista forte)  f5.6  FLH FLASH TTL -0.7

DSC_0608

ISO 1600  1/30  f5.6  FLH FLASH TTL -0.7

DSC_0611

ISO 1600  1/80  f5.6  FLH FLASH TTL -0.7

DSC_0615

ISO 1600  1/40  f5.6  FLH

DSC_0617

ISO 1600  1/40  f5.6  FLH

DSC_0619

ISO 1600  1/40  f5.6  FLH

DSC_0621

ISO 1600  1/40  f5.6  FLH

DSC_0642

ISO 1600  1/40  f5.6  FLH FLASH TTL -0.7

DSC_0645

ISO 1600  1/40  f5.6  FLH FLASH TTL -0.7

DSC_0769

 

ISO 6400  1/40  f5.6  FLH

 

 

CONSTRUINDO SEU OLHAR


O objetivo da pauta é:

HARMONIA DA MÚSICA POPULAR COM MAESTRO IAN GUEST

Analise esta imagem e veja as possibilidades reais de enquadramento, são várias não é mesmo?

LNP_9171

Objetivo da pauta é cobrir uma oficina onde o maestro fala da harmonia na composição musical. Então o temos lecionando, tocando, na foto acima…

Seus trabalhos educacionais…

LNP_9159

 A turma prestando atenção…

LNP_9149

 

Ele escrevendo novas cifras para melodia…

 LNP_9174

LNP_9157

 

Aluno anotando,

LNP_9187

Ou seja, pauta completa, sem a necessidade de um boneco, afinal não é para agência de imagens.

Alterar uma música já composta e refazer seu arranjo é uma arte conceitual que não é para qualquer um, então a pauta merece uma imagem também conceitual.

Começamos por esta, quis dar ênfase na partitura dele,

LNP_9163

 

Não gostei e vi  no reflexo no piano sua silhueta.

LNP_9175

Troquei de objetiva e trabalhei a pauta com a silhueta, mas ainda não me agradou.

LNP_9181

Então, mudei de posição e tive a sorte dele gesticular e movimentar seu corpo, aí sim, a imagem perfeita!

LNP_9176

 

Sua silhueta levemente desfocada, e pra quem o conhece, o reconheceria muito bem, devido as sobrancelhas realçadas por seus pelos, a partitura focada e a brilhante luz coroando seu intelecto.

Uma vez meu mestre no fotojornalismo editorial Marcelo Alves me disse:

– Não preste atenção somente no objetivo, mas sim nos objetos a sua volta.

Tenha uma visão periférica na sua imagem, o que você tem antes e depois do objetivo.

Sempre podemos sair da nossa zona de conforto e sempre podemos fazer melhor nossa imagem, basta enxergar o objeto além do objetivo.

Para de reclamar e vai trabalhar – (post revival)


Quando o fotografo está começando, é incrível como se coloca problemas para começar a ganhar dinheiro. Muitos alegam que não tem o equipamento certo, outros não sabem cobrar e tem aqueles que dizem não ter espaço suficiente para produzir um bom book. Bom, eu precisei apenas de 1 metro quadrado, duas placas de isopor de 1m x 2m, jornais e uma única fonte de luz elétrica, um flash de 400watts com uma colméia que poderia ser feito muito bem com um único flash TTL ou uma luz contínua com ISO alto.

Meu estúdio tem 180 metros quadrados de área útil, mas precisei apenas de 1 metro quadrado.Todas as fotos com ISO 100, 1/125 , f 5.6

Se você é um destes fotógrafos que gostam de reclamar das PEQUENAS possibilidades que você tem, comece a arregaçar as mangas e vai ganhar o seu dinheiro. UM SIMPLES BOOK DESTES PODE TE RENDER R$ 900,00 NO MÍNIMO!

Acredite mais em você e para de acreditar em folclore de fotógrafos aposentados ou incompetentes que sairam do mercado por falta de criatividade é técnica.

Você pode muito bem fotografar em 1 metro quadrado.

Boas fotos

Curso em Goianésia – Goias


 

Esta galera estava a fim de muita informação, pra vocês terem uma idéia o curso ia até as 20hs ou 21hs da noite e começava às 8 da manhã.  

 

 

E povo hospitaleiro e atencioso. Destaque para estes dois caboclos que em apenas 6 horas, aprenderam a fotografar pela primeira vez com uma reflex. 

 Falar que eu sou bom professor é papo! 

 Os caras nasceram pra isso! 

 

 

 

Grande Joel, prata da casa, obrigado por acreditar em meu trabalho.

 

 

Foram 3 dias falando de técnicas para fotografar dentro de  pista de dança com fumaça, igreja e técnicas de flash e fotometria para se usar em externas. 

Marcelo muito obrigado pela oportunidade que me foi concedida de conhecer estes profissionais da empresa Brasil Foto Studio. 

Todos estão de PARABÉNS! 

1 metro quadrado


Quando o fotografo está começando, é incrível como se coloca problemas para começar a ganhar dinheiro. Muitos alegam que não tem o equipamento certo, outros não sabem cobrar e tem aqueles que dizem não ter espaço suficiente para produzir um bom book. Bom, eu precisei apenas de 1 metro quadrado, duas placas de isopor de 1m x 2m, jornais e uma única fonte de luz elétrica, um flash de 400watts com uma colméia que poderia ser feito muito bem com um único flash TTL ou uma luz contínua com ISO alto.

Meu estúdio tem 180 metros quadrados de área útil, mas precisei apenas de 1 metro quadrado.Todas as fotos com ISO 100, 1/125 , f 5.6

Se você é um destes fotógrafos que gostam de reclamar das PEQUENAS possibilidades que você tem, comece a arregaçar as mangas e vai ganhar o seu dinheiro. UM SIMPLES BOOK DESTES PODE TE RENDER R$ 900,00 NO MÍNIMO!

 Acredite mais em você e para de acreditar em folclore de fotógrafos aposentados ou incompetentes que sairam do mercado por falta de criatividade é técnica.

Você pode muito bem fotografar em 1 metro quadrado.

Boas fotos